O País – A verdade como notícia

Equipas do Moçambola testam-se antes do arranque da prova

Faltam pouco mais de duas semanas para o arranque do Moçambola 2019, uma prova que viu seu início adiado no passado dia 30 de Março, devido à tragédia que se abateu pela zona centro, nomeadamente o ciclone Idai, que devastou as infra-estruturas desportivas da Beira e Chimoio, respectivamente. Sem provas oficiais, para já, tirando algumas províncias, onde se realiza a fase provincial da Taça de Moçambique, em alguns pontos vai se disputando provas de controlo, nomeadamente amigáveis e de solidariedade.

Com efeito, na ressaca do Dia da Mulher Moçambicana, na segunda-feira, o Ferroviário da Beira deslocou-se a Chimoio para testar a segurança das obras de reabilitação do campo da Soalpo, para disputar um amigável com o Textáfrica do Chimoio, duas equipas que vão disputar o Moçambola ao nível da série Centro/Norte. O jogo terminou com a goleada dos “locomotivas” do Chiveve por cinco bolas a uma (5-1), perante uns “fabris” de Manica sem reacção. Maninho, capitão do Ferroviário da Beira e jogador assíduo nas convocatórias da selecção nacional, deu o pontapé de saída da festa de golos ao apontar dois num espaço de cinco minutos, tendo Fabrice feito o 3-0, ainda na primeira parte.

Na etapa complementar, Lineker aumentou a vantagem dos “locomotivas”, tendo Dário, contratação do Textáfrica de Chimoio para esta temporada, reduzido a desvantagem. Mas ainda faltava o golo de Nelo, nova coqueluche do Ferroviário da Beira, fazer o resultado final, que termina com goleada dos treinados de Lucas Barrarijo e Vali Ramadane. A equipa técnica do Ferroviário da Beira assumiu que era importante rodar os jogadores e que o resultado em si não interessava, pese embora retrate o objectivo da colectividade para esta temporada, que passa por conquistar todas provas que estão em disputa.

Já o treinador do Textáfrica do Chimoio, Aleixo Fumo, disse que foi um mau jogo e a equipa vai trabalhar para melhorar a sua prestação nos próximos jogos.

 

Ferroviário de Nampula alcança três vitórias final de semana

 

Em Nampula, o Ferroviário local, treinado por Antero Cambaco, realizou dois jogos de controlo, nomeadamente com o Assante Sport Clube de Nampula e o Ferroviário de Nacala. No primeiro jogo, diante do seu homónimo de Nacala, os “locomotivas” da capital do norte venceram por duas bolas sem resposta, com Zabula e Emmanuel, voltando a vencer na visita a Quelimane, ao 1º de Maio, como golo de Hélder Pelembe

Já na recepção ao Assante Sport Clube de Nampula, o capitão Imo foi o autor do único golo da partida. O Ferroviário de Nampula ainda não perdeu nesta pré-época, o que agrada a equipa técnica que quer continuar nesta senda de vitórias até ao início do Moçambola 2019.

 

Chibuto continua sem vencer na pré-época

 

Já no sul do país, o destaque vai para o Clube de Chibuto, que não consegue vencer em jogos da pré-época, tendo sofrido nas últimas semanas quatro derrotas consecutivas. Depois de ter avergado duas derrotas no quadrangular de Vilankulo, respectivamente diante da Liga Desportiva de Maputo (0-2) e ENH (1-0), a meio da semana passada veio a Maputo perder diante do Ferroviário por três bolas sem resposta.

Já no final de semana, voltou a vergar, em casa, desta feita diante do Estrela Vermelha, equipa que vai disputar a segunda divisão da zona sul. Os “guerreiros” de Gaza continuam a não conhecer o sabor da vitória, numa temporada em que está a construir uma nova equipa, depois da razia que sofreu no final da época passada.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos