O País – A verdade como notícia

Eni assina acordo de cooperação para promover desenvolvimento sustentável em Cabo Delgado

Foto: Eni

A Eni Rovuma Basin e o Governo assinaram um memorando de cooperação para a implementação, no distrito de Mecufi, de um projecto integrado de resiliência que visa fortalecer habilidades das comunidades na protecção e restauração dos mangais, contribuindo, deste modo, para a mitigação dos efeitos das mudanças climáticas.

O projecto inclui, também, o desenvolvimento de um programa sustentável de agricultura e acesso à água e à higiene. O programa de restauração e conservação dos mangais vai consistir no replantio de mudas nos distritos de Zaulane A, Muaria e Muinde e vai abranger uma área de 10 hectares ao longo da costa de Mecúfi.

De acordo com um comunicado, citado pelo jornal Diário Económico, serão também promovidas actividades alternativas para a diversificação económica. A apicultura e aquacultura servirão de fontes de renda alternativa para as comunidades, o que vai ajudar a proteger os mangais e os ecossistemas que estão em risco.

O projecto prevê também a implementação de campanhas educativas e de sensibilização nas áreas de conservação ambiental nas escolas da comunidade.

Já o programa de agricultura sustentável vai cobrir uma área de 40 hectares e consiste na implementação de um sistema combinado de conservação florestal e agricultura, o que vai permitir a produção de alimentos, bem como a recuperação das áreas degradadas e a transmissão de boas práticas na gestão e uso dos recursos naturais. Este projecto vai abranger cerca de 500 pequenos agricultores.

No acesso à água potável, serão construídos seis furos de água nas localidades de Muária, Sambene e Natuco, com o objectivo de garantir acesso à disponibilidade de água potável e melhorar as condições de saneamento destas comunidades.

O projecto integrado de resiliência reafirma o compromisso da Eni Rovuma Basin com os objectivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas e enquadra-se na estratégia da ENI de atingir o nível de zero emissões até 2050. Este projecto é parte do plano de sustentabilidade do projecto Coral-Sul da Área 4 e será executado em parceria com a Universidade Lúrio (UniLúrio).

O projecto Coral-Sul será o primeiro a colocar em produção consideráveis recursos de gás natural de Moçambique, a partir da segunda metade de 2022. É operado pela Eni Rovuma Basin em nome dos Parceiros da Área 4, nomeadamente a Eni, ExxonMobil, CNPC, Galp, Kogas e a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH).

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos