O País – A verdade como notícia

ENH defende que cimeira internacional de gás é uma oportunidade para PME ganharem experiência

Maputo é desde esta quarta-feira, a capital internacional do gás. Mais de uma centena de actores nacionais e internacionais da indústria de hidrocarbonetos discutem o futuro deste sector no país.
 
No primeiro dia, o foco foi para questões relacionadas com o conteúdo local, tendo como principais actores, as PME moçambicanas de prestação de serviços às multinacionais do sector. A Sasol, um dos gigantes que opera no país, deixou elogios ao crescimento das empresas nacionais no negócio.
 
Contudo, apesar deste crescimento há algumas lacunas das PME que precisam ser limadas, segundo António Fumo, director nacional do conteúdo local da multinacional sul-africana, Sasol em Moçambique.
 
Ciente dos desafios impostos, a ENH, defendeu que a cimeira internacional do gás será oportunidade as PME ganharem mais experiência.
 
A abertura oficial do evento está prevista para esta quinta-feira. Durante três dias, espera-se a presença de mais de 30 países e centenas de delegados de empresas nacionais e estrangeiros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos