O País – A verdade como notícia

Empresas nacionais enfrentam dificuldades de inserção

O empresariado nacional está determinado a aproveitar o máximo das oportunidades de negócio na área do gás, disse hoje o Presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Agostinho Vuma, num encontro em que o Governo reiterou a existência de inúmeras oportunidades a serem aproveitadas para desenvolver o país.

Trata-se do segundo encontro do Conselho Empresarial Nacional, órgão de consulta da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, CTA, entidade que representa o sector privado no país. Empresários, membros dos Conselhos Empresariais Provinciais e o Governo, representado pelo Vice-ministro dos Recursos Minerais e Energia, reflectiram sobre o “Desenvolvimento de Projectos de Gás Doméstico em Moçambique”, tema que não é novo em debates, mas a sua abordagem vinca a vontade do empresariado em aproveitar o potencial de gás no país, já que há fragilidades que dificultam a inserção das empresas nacionais, sobretudo as de pequena dimensão.

O vice-ministro dos Recursos Minerais e Energia, Augusto Fernando, lembrou aos empresários em que aspectos podem tirar vantagens da exploração do gás. A logística, construção e consultoria são parte da lista.

O Governo reiterou que conta com a Confederação das Associações Económicas de Moçambique como parceira para explorar o potencial energético existente no país.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos