O País – A verdade como notícia

Empresários queixam-se da sobrecarga de impostos

Empresários queixam-se da sobrecarga de impostos no desenvolvimento da sua actividade económica. Para o director-executivo da Confederação Económica de Moçambique, Eduardo Sengo, muitas empresas podem encerrar as portas, por não estarem a suportar as taxas.

Nos últimos tempos, o Governo tem vindo a alargar a base tributária, com adição de mais taxas de impostos no sector empresarial. Essa postura, segundo Sengo, é um grande entrave para a sustentabilidade das empresas.
Para Eduardo Sengo, o Executivo deve-se focar em facilitar o ambiente de negócios e evitar que muitas empresas entrem em falência, pois todos estes encargos adicionais totalizam neste momento 36.1 por cento dos custos, caminhando para níveis perigosos.

Sem, no entanto, apresentar números concretos, o director-executivo da CTA, destacou o facto do rendimento líquido das empresas ter caído nos últimos cinco anos, contrastando com o nível de canalização de impostos para o Estado no período.

Sengo falava esta segunda-feira, à imprensa em Maputo, aquando de uma reflexão sobre a política tributária em Moçambique.
 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos