O País – A verdade como notícia

Empresários moçambicanos fazem balanço positivo do exercício económico de 2018

Empresários moçambicanos fazem balanço positivo do exercício económico de 2018. Contudo, apontam alguns pontos negativos que constituíram barreira no desenvolvimento de negócios.
 
Passando em revista o ano prestes a terminar, a classe empresarial moçambicana atribui nota positiva aos principais indicadores macroeconómicos, com destaque para a ligeira melhoria do país no ranking de Doing Business do Banco Mundial. Porém, nem tudo foi positivo.
 
“Ninguém  está satisfeito. A subida de Moçambique no ranking do Doing Business poderia ser maior ainda, a análise de dados mostra que das três variáveis avaliadas. Moçambique era a melhor qualificada de toda África Austral em 2012, na posição 30, de lá a esta parta Moçambique caiu 34 lugares”, Esclareceu o Presidente da CTA, Agostinho Vuma
 
Acerca da sobrecarga tributária Vuma disse que a neutralização da tendência dos diversos sectores do Estado em introduzir taxas que oneram ainda mais a actividade produtiva é a causa da neutralização da subida no doing business.
 
Para 2019, a Confederação das Associações Económicas de Moçambique recomenda mais reformas para a facilitação de negócios.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos