O País – A verdade como notícia

Emmanuel Macron pede aos franceses mais vigilância contra COVID-19 na vida privada

O Presidente francês, Emmanuel Macron, apelou ontem aos seus concidadãos para que sejam “mais vigilantes” na sua vida privada e respeitem as limitações impostas no sentido de evitar mais infecções pelo novo Coronavírus.

Na sua deslocação à região de Auvergne – centro da França – Emmanuel Macron afirmou: “não devemos relaxar nos momentos da vida privada, porque muitas vezes é nas festas privadas, nos momentos familiares, que ocorrem as infecções”, escreve a Lusa.

O Presidente francês deu indicação de que os momentos de relaxamento “são perfeitamente normais”, mas apelou a uma responsabilização das pessoas que negligenciam as medidas de prevenção da COVID-19 naquele país.

O Chefe de Estado francês anunciou que novas medidas de luta contra o Coronavírus serão analisadas num conselho de defesa sanitária esta sexta-feira, diz a Lusa, acrescentando que será discutida a questão da “utilização diferenciada de testes”, entre, por exemplo, “testes nasofaríngeos” e testes de “saliva ou antigénicos”, “muito mais simples e rápidos”.

O número de pessoas infectadas pela COVID-19 na França continua a aumentar. Por isso, Macron entende que é necessário “estudar o que fazer nas zonas onde há cada vez mais” casos.

O Presidente francês considerou, de acordo com a Lusa, “preocupante” a nova subida do “número dos casos que chegam ao hospital numa situação de urgência”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos