O País – A verdade como notícia

EDM poderá abandonar postes de madeira

Em nome da resiliência, os postes de madeira poderão ficar para a história e a aposta deverá ser em postes de betão ou metálicos. Aquando da passagem do ciclone “GOMBE” em Nampula, a rede de transporte de energia eléctrica da Electricidade de Moçambique (EDM) foi severamente afectada, com a queda de postes de madeira em mais de 10 distritos. No fundo, trata-se de algo recorrente sempre que há eventos climáticos extremos, por isso a empresa poderá, em breve, substituir os postes de madeira.

“O que fizemos foi a reposição por apoios, mas neste momento o que está sendo feito é um levantamento para posteriormente fazer-se estruturas resilientes a estas tempestades. É um trabalho que não só vai acontecer nesses distritos que foram fustigados pelo ciclone, mas a nível de toda a empresa há esse programa de fazer as linhas em postes de betão assim como em postes metálicos”, garantiu Eduardo Pinto, director da Área Operacional da EDM em Nampula.

O exemplo concreto foi do distrito de Mogincual que foi um dos pontos de entrada do ciclone, mas praticamente não houve queda de postes metálicos. “Uma vez que a estrutura de apoio é feita de postes metálicos, o grande trabalho que tínhamos era a reposição do condutor, diferentemente da Ilha de Moçambique, onde praticamente todos os postes estavam no chão; foi necessário levantar os postes e lançar a linha, razão pela qual a Ilha de Moçambique foi o último distrito em termos de reposição de energia eléctrica”, explica.

No entanto, a aposta nos postes de betão tem o seu custo, comparativamente aos postes de madeira. Dados apurados pelo “O País” indicam que um poste de betão custa 45 mil Meticais e o de madeira, 12 mil Meticais.

Quanto à reposição da corrente eléctrica em Nampula, todos os 23 distritos voltaram a ter luz, garantiu Eduardo Pinto. Na Ilha de Moçambique prevalecem, no entanto, problemas com a rede de telefonia móvel de algumas operadoras.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos