O País – A verdade como notícia

EDM perde 100 milhões de dólares anualmente devido às ligações clandestinas

A Electricidade De Moçambique perde 100 milhões de dólares anualmente devido a ligações clandestinas. Para minimizar o problema, o novo Presidente do Conselho de Administração quer introduzir contadores inteligentes.

Em entrevista exclusiva ao O País, o novo PCA da EDM, Aly Sicola, revelou que já tem planos traçados para melhorar a qualidade de energia no país. Sicola foi chamado para a liderança máxima da EDM após a empresa ter registado prejuízos de 50 milhões de dólares em 2018 e uma das acções que têm em mangas para reverter a situação é introduzir contadores eléctricos inteligentes como forma de evitar as perdas anuais de 100 milhões de dólares.

O Presidente do Conselho de Administração diz ainda que as dívidas de instituições públicas e da Zâmbia com a Electricidade de Moçambique sufocam as contas da empresa.

E porque o Governo exigiu do novo homem-forte da EDM o melhoramento de energia em Moçambique, Aly Sicola diz já ter um planos, divididos em emergência, planos a curto e longo prazo. Sendo que os de emergência custam 162 milhões de dólares que já estão a ser mobilizados pelo Banco Nacional de Investimentos.

A administração de Aly Sicola na Electricidade de Moçambique vai estar baseada na implementação do Programa de Energia para Todos, reforço das redes de transporte de energia no país e na diversificação das fontes de produção de energia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos