O País – A verdade como notícia

EDM e ESCOM assinam acordos para venda de energia ao Malawi

Moçambique e Malawi assinaram hoje, em Lilongwe, cinco acordos técnicos e comerciais que visam a construção de uma linha de interconexão e transmissão entre os dois países para posterior venda de energia eléctrica ao Malawi.

Os acordos foram assinados pelo Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Electricidade de Moçambique (EDM), Aly Sicola, e pelo CEO da Electricity Supply Corporation of Malawi (ESCOM), Allexon Chiwaya. A cerimónia foi presenciada pelo ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, e o seu homólogo do Malawi, Agreey Masi.

Avaliada em 127 milhões de euros, a linha de interligação entre os dois países deverá partir da subestação de Matambo, na província de Tete, percorrendo um total de 218 quilómetros até ao Malawi.

Com a concretização destes acordos, Moçambique passará a vender energia ao Malawi, que se debate, neste momento, com uma crise energética profunda, estando, por isso, com projectos industriais estagnados.  

As obras da linha deverão iniciar no primeiro trimestre de 2020, estando o fim previsto das mesmas previsto para o primeiro trimestre de 2022. O contrato inicial prevê uma venda de 50 megawatts de energia ao Malawi, permitindo ganhos anuais de 45 milhões de dólares por ano a Moçambique.
 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos