O País – A verdade como notícia

Editora Kuvaninga promove obras literárias no Brasil

A editora Kuvaninga Cartão d’Arte tem motivos para sorrir. Com oito anos no exercício de edição de livros, a instituição começa a internacionalizar-se. Depois de publicar alguns livros de autores estrangeiros (portugueses e brasileiros), este mês, chegou a vez de levar livros de autores moçambicanos a feiras de livros no Brasil.

Assim, três exemplares de quatro obras literárias da Kuvaninga, designadamente, A verruga de martelo e As três mulheres de Malunga, contos de Ganhanguane Masseve; A vingança de Jesus Cristo, contos de Osvaldo das Neves; e Meu Reflexo, poesia de Mijoma, seguiram para o Brasil, inaugurando a internacionalização da editora que produz livros com capa de papelão reciclado. Na terra de Machado de Assis, os livros estarão expostos em feiras de livros que se realizam diferentes cidades brasileiras, graças a uma parceria com a Livraria Conhecimento de Moçambique e a Lusophone Books.

De acordo com a editora Kuvaninga, esta é uma oportunidade para se dar a conhecer no mercado livreiro brasileiro e, por essa via, dos PALOP. Deste modo, a editora moçambicana dirigida por Elcídio Bila espera conseguir expor os seus autores, que têm na Kuvaninga uma montra para chegar ao público de forma fácil e acessível.

“Segundo Elcídio Bila, Director-Geral da Tindziva e coordenador da Kuvaninga, a entrega de dois livros é aparentemente simbólica, mas de grande-valia para aquilo que são os anseios desta que é a única plataforma de edição e produção de livros artesanais no país, que consiste na internacionalização do projecto e dos seus autores. Aliás, de acordo com Bila, uma das acções que a pandemia da COVID-19 fez recuar para uma data incerta, foi a participação em feiras e festivais internacionais de livros de cartão, como é o caso de Lima, no Peru, que tinha sido marcado para Maio”, lê-se no comunicado da editora, que sublinha: “Já estávamos praticamente de malas prontas e à espera dos últimos detalhes para seguir viagem com uma bagagem que contempla o melhor dos mais de 25 títulos que a editora já publicou desde 2012, entre contos, drama, ensaios, poesia e livros infantis”.

A Kuvaninga cartão d’arte é uma plataforma que se dedica à edição e produção de livros com capas de cartão reaproveitado, conjugado com demais iniciativas artístico-sociais. Faz parte de um projecto de desenvolvimento de artes e preservação do meio ambiente desenvolvido pela Tindziva – Comunicação & Ideias. A editora foi criada a 10 de Maio de 2012, e dedica-se, entre outros, à edição e produção de livros, usando capas de cartão reaproveitado e demais utensílios para cobrir o miolo através de uma linha.

Durante esse período, na colecção Projecto-Escola, a editora já publicou seis títulos, entre poesia, contos, teatro de autores moçambicanos e fruto de oficinas de escritas em diferentes escolas primárias da Cidade de Maputo.

Trata-se de um processo que pretende, acima de tudo, estimular o hábito à leitura ao disponibilizar o livro a preço acessível e, quiçá, forjar futuros escritores, mas também transportar o livro a um novo público, que muitas vezes não tem condições de publicar, reduzir o lixo na via pública, através do reaproveitamento do papelão e retalhos de tecidos, cruzar a literatura com a pintura e com o artesanato, reduzir as diferenças sociais, pelo menos na aquisição do livro, e fazer com que se respeite cada vez mais o meio que nos rodeia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos