O País – A verdade como notícia

“É preciso que o jovem tenha boas referências para que consiga liderar”

Defende Indira Pires, filha do ex-presidente cabo-verdiano Pedro Pires. Para a directora do IPP, uma educação forte, associada a referências locais são condimentos que podem desenvolver no jovem o espírito crítico capaz de criar a transformação de que África precisa.

 

A partir de Cabo Verde, através do zoom, Indira Pires, directora do Instituto Pedro Pires (instituição que leva o nome do ex-presidente de Cabo Verde, uma referência de democracia, liberdade e tolerância em África), abordou o tema “Juventude Liderando a Transformação”. Para a filha do ex-presidente cabo-verdiano, deveria ser a juventude a assumir os destinos da transformação em África, mas sente que os jovens não assumem as causas dos seus países.

“As nossas populações são extremamente jovens, sendo que quem deveria liderar a agenda de transformação é a camada mais jovem. Não existe liderança espontânea, é preciso formar a nossa juventude para que possa ganhar consciência do seu poder, da sua responsabilidade e do seu papel na sociedade. E assim estar em condições de liderar e influenciar o futuro. É de natureza da juventude indignar-se e nós, geração pós independência, somos identificados como geração sem causa, mas acredito que não faltem causas nos nossos países. Vamos indignar-nos com a falta de educação de qualidade, vamos lutar para ter uma educação que responde as necessidades e que ajude a desenvolver o pensamento crítico”, reiterou.

Indira Pires disse ainda que para transformar, os jovens precisam conhecer profundamente a sua realidade, o seu país e ter referências que possam estimular a sua criatividade. “No nosso instituto procuramos formar agentes de transformação, além de formações de liderança através do diálogo estratégico, numa conferência anual. Nesse espaço promovemos debates abertos e sobre questões actuais do nosso país de África no geral. Queremos mudar a narrativa do nosso continente e estreitar as relações com os nossos países. Acreditamos que é importante conhecer a nossa história e realidade. Por isso investimos num arquivo presidencial, onde principalmente os jovens, podem aprender e conhecer parte da nossa história recente, mas também conhecer os nossos heróis, as nossas referências de boa liderança. Acreditamos que é importante ter uma figura como conferência. No IPP trabalhamos no legado do combatente e ex-estadista Pedro Pires. Liderar é influenciar é transmitir à geração actual valores e os princípios que nortearam a vida dele (Pedro Pires), mas que continuam ser actuais para a nossa sociedade”.

Noutro desenvolvimento, a representante do instituto defendeu que a educação é a arma que os governos devem dar a juventude para que se torne agente de transformação das suas comunidades e ou países.

“A escola é um espaço natural para promover a cidadania. É lá onde se desenvolve a consciência cívica, o espirito crítico, de respeito pela diferença, ao trabalho em equipa. Por isso, defendo uma mudança dos nossos currículos de educação para que a escola não seja apenas um espaço de conhecimento tradicional, mas de transformação do ser humano”, terminou.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos