O País – A verdade como notícia

“É preciso não acarinhar o mal”, diz Oswaldo Petersburgo

O secretário de Estado da Juventude e Emprego dirigiu na manhã desta quinta-feira, na cidade de Maputo, a cerimónia de abertura do primeiro Encontro Nacional de Planificação das Actividades do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), para o ano 2021. Oswaldo Petersburgo realçou que a juventude é um actor incontornável no processo de desenvolvimento socioeconómico do país.

Na sua locução, o secretário de Estado disse que quer juntar-se aos jovens que planificam para fazer o bem, embora, infelizmente, haja quem está a planificar para fazer o mal.

“Enquanto nós queremos planificar para fazer o bem, há quem está a planificar para fazer o mal e, às vezes, há pessoas que acarinham a esses que planificam para fazer o mal. É preciso não acarinhar o mal. É preciso ser duro com aqueles que estão a fazer mal aos moçambicanos, particularmente nesta componente do terrorismo”, destacou SEJE.

Para Petersburgo, todas as vozes têm que unir-se contra o terrorismo, começando pelos líderes jovens, nas suas zonas de origem, províncias e distritos.

“Temos que elevar a voz no combate ao terrorismo, desmobilizar aqueles que estão a aderir ao terrorismo. O sector produtivo está aí, está a precisar de jovens para cada vez mais produzir, e temos que mobilizar a juventude para o bem e não para o mal. Petersburgo sublinhou que as valências da juventude devem reflectir-se na capacidade de apresentar soluções aos desafios que o país enfrenta, hoje e amanhã. Moçambique clama por jovens proactivos. Não basta lamentar, lamentar, criticar, criticar, o importante é a juventude apresentar soluções, fazer acontecer coisas boas”, sublinhou SEJE.

Ainda na sua alocução, o Secretário de Estado apelou aos líderes juvenis a não se esquecerem dos jovens que estão na linha da frente em diferentes frentes de combate e prevenção da COVID-19.

“Aqui, queremos destacar e reconhecer os jovens médicos, enfermeiros, técnicos de saúde, que dão de si, dão o seu melhor, para combate e prevenção da COVID-19. Estes jovens têm o nosso reconhecimento, têm a nossa valorização.

SEJE reafirmou e fez menção das palavras do Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, aquando da sua recente visita ao Hospital Central de Maputo, onde endereçou mensagens de conforto a estes jovens, que estão no dia-a-dia no combate e prevenção da COVID-19, sem esquecer-se daqueles jovens que estão na frente do combate ao terrorismo no teatro norte e centro do Pais, no processo de recuperação das calamidades naturais, bem como no sector produtivo.

“Reiteramos o nosso reconhecimento daqueles jovens que com incalculável amor à pátria e notável bravura se fazem presentes no teatro centro e norte garantindo a defesa da nossa soberania. Os nossos jovens que estão engajados nas forças de defesa e segurança permitem que outros jovens possam estudar com segurança, empreender com segurança, desenvolver a inovação, criar e produzir com segurança, praticar o voluntariado e a solidariedade em segurança”, destacou.

Durante a cerimónia de abertura do fórum de planificação reconheceu o papel do CNJ e felicitou a agremiação pela prática exemplar da democracia que manifestou-se recentemente pela realização da histórica Assembleia Geral Ordinária que marcou a transição e passagem de testemunho da direcção cessante para a nova direcção liderada pela Emília Chambal, Presidente daquele órgão.

Ciente das valências do movimento associativo juvenil para o desenvolvimento do país, o Secretário de Estado da Juventude e Emprego sublinhou que o Governo vai continuar a envidar esforços para o seu fortalecimento, através de assinaturas de contratos-programa com o CNJ, apoio institucional, legalização das associações juvenis, empoderamento da juventude através da Formação Profissional e financiamento ao empreendedorismo juvenil, entre outras iniciativas.

“Quando falamos do empoderamento da juventude, não só falamos, mas estamos a fazer. MEU KIT-MEU EMPREGO é exemplo. Estamos a dar Kits aos jovens e estão a gerar empregos para eles e para outros jovens. O financiamento do Fundo de Apoio às Iniciativas Juvenis (FAIJ) já está aí a financiar em Cabo Delgado, na Zambézia, em Nampula e Sofala, e este ano vamos expandir para outras províncias”, reiterou.

O secretário de Estado da Juventude e Emprego também aproveitou a ocasião para lançar um apelo de solidariedade às vítimas do ciclone Eloise no país.

Oswaldo Petersburgo exortou igualmente aos jovens para criar um movimento de apoio visando dar conforto aos jovens afectados pelo ciclone Eloise.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos