O País – A verdade como notícia

Dois homens condenados à prisão perpétua por canibalismo na África do Sul

Dois homens foram condenados a penas de prisão perpétua por canibalismo na África do Sul. Trata-se do curandeiro, Nino Mbatha, de 33 anos e Lungisani Magubane, de 32 anos. Os dois são acusados pela morte de uma jovem de 24 anos, Zanele Hlatshwayo.

O juiz Peter Olsen descreve o caso como coisa de pesadelos e que os condenados são culpados do mais hediondo dos crimes, escreve o Notícias ao Minuto.

As autoridades só foram alertadas para o caso quando o curandeiro se entregou à polícia, argumentando que estava "farto de comer carne humana".

Num primeiro momento os agentes que o receberam na esquadra julgaram estar perante um caso psiquiátrico. Foi nessa altura que Nino Mbatha retirou da mala que levava consigo partes de corpos humanos, provando assim o seu crime. 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos