O País – A verdade como notícia

Documentação que comprova autorização dos pais já não é uma exigência na África do Sul

Em uma tentativa de aumentar o turismo, o Departamento de Assuntos Internos relaxou as regras de viagem para estrangeiros que visitam a África do Sul com menores de idade.

O ministro dos Assuntos Internos, Malusi Gigaba, anunciou na terça-feira que a documentação que comprova o consentimento dos pais para um menor viajar não é mais uma exigência. No entanto, é altamente recomendável que os viajantes tenham essa documentação, disse, citado pelo 24 News.

"Nossos funcionários de imigração só insistirão na documentação por exceção, em situações de alto risco, e não para todos os viajantes, de acordo com a prática de vários outros países", disse Gigaba.

Gigaba acrescentou que, em vez de ser negada a entrada onde a documentação está ausente, os viajantes terão a oportunidade de provar o consentimento dos pais.
Gigaba disse que essas mudanças seriam implementadas antes da época festiva.

Os sul-africanos, no entanto, ainda serão obrigados a comprovar o consentimento dos pais e ter uma certidão de nascimento completa se quiserem viajar para o exterior com seus filhos menores.

O ministro também anunciou um passaporte para menores que eventualmente verão o fim das certidões de nascimento integrais, já que o documento terá os detalhes de contacto de ambos os pais.

Essas alterações seguem o anúncio do presidente Cyril Ramaphosa, na sexta-feira, sobre mudanças no regime de vistos como parte do plano de estímulo econômico e recuperação.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos