O País – A verdade como notícia

Distribuição de serviços em fibra óptica ajuda no desenvolvimento das economias

A Directora de Marketing da TV Cabo defendeu, na sua participação na sétima edição da MOZTECH, que a fibra óptica é um factor que concorre para o desenvolvimento económico aonível nacional. A intervenção de Orbay Nalá foi à luz do tema “Fibra óptica como infra-estrutura de suporte às comunicações”.

O que é fibra óptica? A intervenção da Directora de Marketing da TV Cabo, Orbay Nalá, na sétima edição da MOZTECH, começou por dar resposta àquela pergunta, afinal, tudo o que diria na feira de tecnologias assentaria em tal conceito. “Fibra óptica é um filamento em vidro puro, que é utilizado como base para propagação da luz, com dois núcleos: um filamento em vidro e um material isolante”, que reveste o filamento em vidro. É a luz que encaminha toda a informação para a casa do cliente. Então, devido à tendência do mercado e das tecnologias, em 2011, a TV Cabo decide migrar para a fibra óptica, como forma de oferecer melhores serviços e porque, segundo Orbay Nalá, contribui imenso para o desenvolvimento da economia moçambicana, com fiabilidade e eficiência.

Na sua participação na MOZTECH, esta sexta-feira, a Directorade Marketing da TV Cabo afirmou que quer para o operador quer para o usuário, a fibra óptica proporciona inúmeras vantagens. E explicou: “para componente operador, o simples facto de, através de uma fibra, o operador poder oferecer vários serviços, com qualidade, fiabilidade, em tempo real, isto é uma vantagem muito grande para as economias. Mais ainda. Funcionando nessa base, isso possibilita que os operadores funcionem à base de economia de escala, ou seja, os operadores vão oferecer ao mercado, que impacta na economia, uma variedade de serviços de alta qualidade a custos baixos”.

Se, por um lado, as vantagens são visíveis para os operadores, por outro, são igualmente claras para os clientes. Orbay Naláargumenta: “na mesma base, para os clientes, que já têm uma infra-estrutura da fibra óptica, eles recebem tantos serviços e podem requer tanto quanto necessitarem pela mesma via. Logo, estando criadas as condições de fiabilidade, qualidade e fiabilidade e a própria segurança, aliadas às vantagens, o cliente torna-se satisfeito”.  

Na percepção da Directora de Marketing da TV Cabo, a fica óptica ainda tem muito por dar e por ser explorado. Entretanto, existe o grande desafio de vencer a barreira do alto custo do serviço, de maneira que chegue e beneficie mais pessoas. Neste momento, em Moçambique, o serviço ainda não é abrangente e acessível para todas as classes sociais. A massificação, explicou, pode resultar da definição de estratégias convincentes e pragmáticas para o efeito. “o ideal seria que, à semelhança do que acontece com as águas e com a electricidade, no acto de construção de edifícios ou prédios, já houvesse uma legislação, um procedimento ou uma regra que obrigasse que essas construções fossem contemplando espaços para a fibra óptica pudesse ser instalada nesses locais. Seguramente, isso iria ajudar bastante na massificação”.

De acordo com a Directora de Marketing da TV Cabo, a fibra óptica possibilita a oferta de uma internet de banda larga com capacidade e velocidade. Associado a isso, em termos de vantagem, não material inflamável, logo não está sujeito a riscos de incêndios, porque a fibra como tal não precisa de energia para o seu funcionamento. Além disso, dá a possibilidade de oferta de serviços integrados. Logo, numa mesma pode-se ter muitos serviços transmitidos pelo mesmo canal. A fibra possibilitou, por exemplo, a transmissão de conteúdos televisões e serviços de voz à base de internet. Outro exemplo: “a situação em que nós vivemos hoje, com a COVID-19, surgiu uma prática de teletrabalho, algo que se executa em tempo real como se estivéssemos a trabalhar no escritório. Agora, também é verdade, disse, não basta ter fibra óptica para oferecer confiabilidade. É necessário que haja todo um serviço de condutas, disponibilização de cabos subterrâneos que protejam a própria fibra, com integração de plano preventivos e manutenção para se garantir serviços de eficiência. Há desvantagens? Claro. “A grande desvantagem é o alto investimento, e não é por causa da fibra em si, que até é acessível, mas todos os elementos associados, para que construa uma infra-estrutura em fibra, é altíssimo. No meu entender, essa é uma das grandes desvantagens”.

De acordo com Orbay Nalá, a TV Cabo é a única empresa que oferece serviço integrado de internet, televisão e voz em Moçambique. Outra vantagem da empresa é a certificação que possui, o que assenta em toda a cadeia de valor e é transversal. “Isso acrescenta a nossa competitividade e cinco anos consecutivos que somos considerados a melhor internet em Moçambique”. Não obstante, a TV Cabo não encarra os outros operadores como ameaça.

A Directora de Marketing da TV Cabo foi a única oradora do painel intitulado “Fibra óptica como infra-estrutura de suporte àscomunicações”, neste último dia da sétima edição da feira de tecnologias MOZTECH, que este ano aconteceu de forma hibrida: presencial e virtual, sempre com participações de nacionais e estrangeiros.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos