O País – A verdade como notícia

Direitos humanos: UE pede à ONU maior pressão sobre talibãs no Afeganistão

O alto representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Josep Borrell, pede às Nações Unidas para exercerem maior pressão sobre o regime talibã, no Afeganistão, devido ao deterioramento dos direitos humanos para as mulheres, sobretudo crianças.

Os talibãs não cumpriram nenhum dos seus compromissos desde que chegaram ao poder a 15 de Agosto do ano passado, afirmou Josep Borrell num discurso por teleconferência perante o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas.

O responsável considerou ainda que a situação das mulheres e meninas é miserável no Afeganistão e a situação dos direitos humanos está a piorar, daí a necessidade de uma pressão internacional sustentada para que reabram totalmente a educação para todas as mulheres.

O mundo parece que se esquece do que se passa naquele país, onde é preciso defender os direitos humanos básicos que, neste momento, não estão a ser respeitados, salientou Borrell.

No Afeganistão, as escolas secundárias para meninas entre 12 e 18 anos de idade foram encerradas desde que os talibãs assumiram o controlo do país. Entretanto, o acesso de estudantes do sexo feminino à escola primária sempre foi permitido.

A reabertura sempre foi um dos principais pedidos da comunidade internacional para reconhecer o Governo dos fundamentalistas, que também impuseram inúmeros obstáculos ao exercício profissional das mulheres em todos os tipos de actividades.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos