O País – A verdade como notícia

DINAV alarga restrições no movimento de animais no país

Devido ao surto da febre aftosa em Tete, Nampula e Gaza, a Direcção Nacional de Veterinária (DINAV),  alastrou as medidas de controlo do transporte de animais bovinos, caprinos, suínos e suas carnes ao distrito de Moamba e introduziu a obrigatoriedade de inspecção de carnes em Inhambane, Zambézia, Sofala, Cabo Delgado, Niassa e cidade de Maputo.

Para os distritos que já estejam afectados ou em risco, é permitido movimentar o produto desde que esteja devidamente inspeccionado, em conformidade com o determinado pelo Regulamento de Inspecção de Carnes.

O Director Nacional de Veterinária, Américo Conceição, citado pelo Notícias online,  explicou que todo o movimento de animais para criação e abate fora das províncias afectadas pelo surto deve se fazer acompanhar de credencial emitida pelas autoridades veterinárias, mediante o atestado sanitário do local de origem dos animais e ainda garantiu que o consumo de carne de animais com febre aftosa não constitui perigo para humanos, sendo apenas necessário a tomada de medidas para evitar o transporte do vírus.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos