O País – A verdade como notícia

Dia da Família: dois acidentes de viação matam 10 pessoas e ferem outras 12 em Sofala

Dez pessoas morreram e outras 12 contraíram ferimentos, dos quais seis em estado grave, vítimas de dois acidentes de viação, registados no dia 25 de Dezembro, em Sofala. Excesso de velocidade, ultrapassagem irregular e negligência dos automobilistas são apontados pela Polícia da República de Moçambique (PRM) como as causas dos referidos sinistros.

O acidente grave foi registado às 20 horas do passado dia 25 de Dezembro, na região de Siluvo, distrito de Nhamatanda, ao longo da Estrada Nacional Número Seis. De acordo com dados fornecidos pela PRM, um transporte de passageiros, com capacidade para lugares, que fazia o trajecto Beira – Chimoio, embateu na parte traseira de um camião, que se encontrava estacionado fora da faixa de rodagem devido a deficiências mecânicas.

“Nove pessoas morreram no local do embate e outras 12 pessoas contraíram ferimentos, dos quais seis em estado grave e outras seis foram feridas ligeiramente. Os feridos graves foram transportados primeiro para o Município de Dondo e mais tarde para o Hospital Central da Beira. Os feridos ligeiros foram atendidos no Hospital Rural de Nhamatanda. Excesso de velocidade e negligência por parte do automobilista do transporte de passageiros são as causas deste acidente, de acordo com os levantamentos da Polícia de Trânsito. Também negligência, porque o camião avariado assinalou devidamente a sua presença e estava fora da faixa de rodagem, mas, mesmo assim, o motorista do transporte semi-colectivo foi embater contra o mesmo violentamente. Ele não prestou atenção aos sinais e o resultado são nove vítimas mortais e 12 feridos”, lamentou Dércio Chacate, porta-voz da PRM em Sofala.

O outro acidente foi registado igualmente na EN6, mas, no distrito de Dondo, na madrugada do mesmo dia, 25 de Dezembro, envolvendo um veículo ligeiro e uma motorizada, que resultou num morto, totalizando, assim, 10 vítimas mortais neste Natal.

Em relação à criminalidade, Dércio Chacate afirmou que, nas últimas 24 horas, o balanço é positivo. “Não registamos casos criminais que pudessem incomodar o cumprimento ordeiro neste Natal. Aproveitamos para apelar aos automobilistas e à população em geral para contribuir na prevenção de acidentes e da criminalidade. Este papel não pode ser apenas da PRM. Todos nós temos um papel a desempenhar para o bem-estar da nossa sociedade”, exortou Chacate.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos