O País – A verdade como notícia

Dhlakama morreu há um ano

Foi a três de Maio de 2018 que morreu um dos maiores líderes da oposição no continente africano. Um líder também conhecido pela sua frontalidade nos seus discursos. Para recordar o dia em que Afonso Dhakama deixou de fazer parte do mundo dos vivos, a delegação política da Renamo, na província de Maputo, juntou seus quadros para juntos reflectirem sobre o percurso daquele que consideram um homem que dispensou tudo para se entregar de corpo e alma em defesa dos mais desfavorecidos.

Durante quatro décadas, Afonso Dhlakama deixou gravado para as gerações futuras valores intemporais de patriotismo, integridade e amor ao próximo, segundo Clementina Bomba, Delegada Política da Renamo¬ em Maputo.

As cerimónias fúnebres de Afonso Dhlakama tiveram lugar na cidade da Beira e na sua terra natal Mangunde, distrito de Chibabava, no interior da província de Sofala.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos