O País – A verdade como notícia

Detidos dois cidadãos acusados da prática de crime de rapto

Foto: O País

Dois cidadãos foram detidos acusados de raptar cidadãos nacionais e estrangeiros. Os suspeitos foram apresentados hoje pelo Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC).

Segundo o porta-voz do SERNIC, trata-se de dois indivíduos de ambos os sexos, um de 33 e outro de 40 anos de idade.

“Sobre estes indivíduos recaem indícios do seu envolvimento na prática de diversos crimes de rapto no território nacional, e possivelmente no estrangeiro; quando estão no estrangeiro usam contactos daqui e, quando estão aqui, usam contactos de telefonia móvel do estrangeiro”, explicou o porta-voz.

Os indiciados refutam, totalmente, as acusações. A cidadã diz que nunca esteve envolvida em qualquer tipo de crime, que tem um trabalho fixo e que é empregada doméstica.

“Quando me prenderam, disseram que tenho comunicação com uma pessoa de Gaza, que é um dos raptores, e eu disse que não conheço ninguém de lá”.

Para a indiciada, o SERNIC está a inventar provas. “Se há alguém em Gaza não é verdade que tem o meu número, também, não tenho conhecimento, porque nunca falei com alguém de lá”.

A acusada desafiou, ainda, as autoridades a provarem o seu envolvimento, “se de facto estou em contacto com esse raptor em Gaza, que levem o meu número para a minha operadora para tirarem toda essa conversa e provarem que eu sou, de facto, uma raptora”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos