O País – A verdade como notícia

Detido um dos alegados mentores do assassinato do Presidente do Haiti

As autoridades haitianas anunciaram, ontem, a demissão de um dos alegados mentores do assassinato do Presidente, Jovenel Moise, um médico residente na Florida, EUA, Christian Emmanuel Sanon.

“Quando o avanço dos bandidos foi bloqueado, a primeira pessoa que chamaram foi Emmanuel Sanon”, disse o Director-geral da Polícia Nacional do Haiti, Léon Charles, citado pelo Notícias ao Minuto.

A polícia está, também, a investigar dois outros supostos homicidas que estiveram em contacto com Sanon, mas cujas identidades não foram dadas a conhecer.

Segundo as investigações, Sanon contactou uma empresa de segurança venezuelana sediada nos Estados Unidos para recrutar membros do comando que alegadamente levou a cabo o assassinato.

Sanon entrou no Haiti num voo privado, no início de Junho, acompanhado por alguns mercenários colombianos, que contratou para lhe prestar segurança.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos