O País – A verdade como notícia

Detido mais um dos 12 envolvidos no rombo da Autoridade Tributária

Mais um dos 12 arguidos do caso de desvio de 11 milhões da Autoridade Tributária foi detido hoje e o seu advogado defende que seu constituinte não precisa de ser detido porque vem colaborando no processo desde que foi instaurado.

É o nono dos doze envolvidos no desvio de mais de 11 milhões de meticais da Autoridade Tributária de Moçambique e o primeiro cujo nome é anunciado pelo próprio advogado. Chama-se Alexandre Xavier, é despachante aduaneiro que tratou do expediente de seis dos mais de 11 milhões desviados.

Como não podia ser diferente, o advogado defende seu constituinte e diz que o que cabe a ele enquanto despachante aduaneiro foi feito com zelo. “O dinheiro que devia ser entregue à Autoridade Tributária de Moçambique foi canalizado e o funcionário a quem entregámos, deu os devidos comprovativos”, relata Gonçalves Sigaúque, advogado do arguido detido esta sexta-feira.

São esses comprovativos que são considerados falsos e por isso a falsificação de documentos é um dos crimes arrolados nos cinco processos. Sobre isso, o advogado de Alexandre Xavier diz não saber nada relativo à autenticidade dos recibos. O facto é que, hoje, seu cliente deverá também juntar-se aos oito arguidos detidos esta quinta-feira em Maputo e isso preocupa-lhe porque “o meu cliente sempre esteve disponível para colaborar com o processo”.

Antes de se juntar aos oito já detidos, Alexandre Xavier viu a sua casa e seu escritório a serem alvos de uma busca do Serviço Nacional de Investigação Criminal. Até aqui não se sabe o que se procura nestas operações.

As noves detenções ainda não foram legalizadas e é lá onde se vai ver se eles, os arguidos, poderão ou não pagar caução e serem restituídos à liberdade.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos