O País – A verdade como notícia

Detido falso pensionista em Chimoio

Dois indivíduos estão detidos na primeira esquadra da PRM, no Chimoio, indiciados de burla. Um dos acusados fazia-se passar por combatente de Luta de Libertação Nacional, usando a identidade de um tio falecido. O detido, assim, passou a usar os dados do finado para continuar a receber sua pensão como combatente. Nesta operação, o homem conseguiu beneficiar ilegalmente de 85 mil meticais.

“Mensalmente recebia 7 mil meticais. Já não me lembro de quantos meses fui recebendo. Mas o dinheiro eu entregava aos filhos do falecido”, disse Farai Francisco, indiciado.

O indiciado conseguiu a documentação com ajuda do amigo do falecido, também a contas com a Polícia. “Eu disse que se conseguisse falsificar documentos podia auferir pensão do falecido.

Encaminhei às Finanças e quando o dinheiro saiu, agradeceu-me com 12 mil meticais”, confessou, Jaime Thaimo, indiciado.

O caso foi descoberto durante a Prova de Vida levada a cabo pelo Ministério do Trabalho, Emprego e Segurança Social, visando a comprovação física da existência do pensionista de velhice ou de sobrevivência.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos