O País – A verdade como notícia

Detidas na Beira três pessoas na posse de uma pistola de uso exclusivo das FDS

Três indivíduos, dos quais dois trabalhadores de uma empresa de segurança privada, foram detidos na passada segunda-feira, na cidade da Beira, e apresentados publicamente na quarta-feira pela Polícia. Sobre si pesa o crime de porte ilegal de uma arma do tipo pistola, de marca Makarov, que é de uso exclusivo das Forças de Defesa e Segurança (FDS).

A história começou nos meados de 2019, quando a empresa de segurança privada pretendia reforçar o seu arsenal.

“O patrão pediu-nos para procurar uma arma e comprarmos. Fizemos os nossos contactos e adquirimos uma por 15 mil Meticais junto de um amigo que pertence a uma outra empresa de segurança privada. O negócio foi feito numa barraca. O dinheiro foi disponibilizado pelo próprio patrão. Dois dias depois, exigiu o recibo do negócio. Tentamos contactar o vendedor, mas foi em vão. O contacto não estava em linha, nem ele estava no seu posto de trabalho. Ninguém sabia onde ele estava”, explicou um dos indiciados, tendo avançado outros detalhes.

“A arma começou a ser usada num posto e a empresa recebia 25 mil Meticais por mês, até aos finais do ano passado. O patrão não pagava os nossos salários e começou a despedir alguns sem justa causa, por isso decidimos remeter a queixa ao sector de trabalho e, em contrapartida, mandou que fôssemos detidos, alegando que compramos uma arma ilegalmente”, acrescentou.

Por sua vez, Daniel Macuácua, porta-voz da PRM em Sofala, disse que “a Polícia explicou que há diligências que ainda prosseguem, para se localizar o suposto proprietário da arma, e perceber-se em que circunstâncias o proprietário da empresa da segurança privada autorizou a compra de uma arma sem nenhuma licença. Aliás, este tipo de arma é de uso exclusivo das FDS”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos