O País – A verdade como notícia

Detida suspeita de enviar substância tóxica para Donald Trump

Uma mulher foi detida no domingo por alegadamente ter enviado um pacote com ricina – proteína extremamente tóxica presente nas sementes da mamona – para o Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump.

A mulher estava na posse de uma arma de fogo e foi detida pelas autoridades norte-americanas, de acordo com a Lusa, citando a agência de notícias Associated Press e uma fonte dos serviços de segurança citada pela televisão CNN.

A substância estava dentro de um envelope e foi descoberta numa instalação de triagem de correspondência da Casa Branca no início da semana finda pelos serviços de segurança.

Segundo as autoridades locais, conforme a Lusa escreve, esta não é a primeira vez que a ricina é enviada pelo correio para a Casa Branca.
Em conexão com um mesmo tipo de caso, um veterano da Marinha foi detido em 2018 e confessou ter enviado envelopes para Trump e membros da sua administração.

Em 2014, um homem do Mississipi foi condenado a 25 anos de prisão após enviar correspondência com ricina ao Presidente Barack Obama e outros responsáveis da Casa Branca, diz a fonte que acima referimos.

A ricina, se ingerida pode causar náuseas, vómitos, hemorragia interna, entre outras manifestações que podem levar à morte por colapso do sistema circulatório, explica a Lusa.

De acordo com o Centro para a Prevenção e Controle de Doenças dos EUA, a ricina impede as células humanas de produzirem as proteínas necessárias para sobreviverem. A inalação do veneno pode levar a uma parada respiratória e à falência de órgãos como fígado e rins.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos