O País – A verdade como notícia

Desmond Tutu será cremado e as suas cinzas enterradas na Catedral de São Jorge na Cidade do Cabo

Foto: Financial Times

O Arcebispo Emérito Desmond Tutu, que faleceu no último domingo (26), será cremado e as suas cinzas enterradas na Catedral de São Jorge na Cidade do Cabo. O funeral estará reservado a um número limitado de pessoas, para permitir o cumprimento do protocolo sobre a COVID-19.

Os sinos tocam, pois uma das maiores figuras anti-apartheid na África do Sul se calou para sempre. E aproxima-se o dia do último adeus ao “Arco”, nome com que Desmond Tutu era carinhosamente tratado.

Em vida, o Prémio Nobel da Paz em 1984 sonhava com a construção de uma “Nação Arco-íris”, vontade que partiu sem ver concretizada.

Os preparativos para o funeral de Desmond Tutu já começaram. A Igreja Anglicana anunciou uma semana de homenagens, que vão de segunda-feira a sexta-feira.

Durante este período, os sinos da Catedral de São Jorge tocarão por 10 minutos, a partir do meio-dia, para recordar o homem que, além de dedicar a vida a Deus, defendia que os homens não podiam ser despojados dos seus direitos.

A cerimónia de despedida a Desmond Tutu iniciará às 10h00 de sábado e vai culminar com a deposição das suas cinzas na Catedral de São Jorge.

Diferentes dioceses anglicanas na África do Sul, incluindo a Diocese de Highveld, onde Tutu começou o seu ministério em Benoni, terão momentos de orações, refere a imprensa internacional.

Em memória a esse homem, cujas obras encantam o mundo, o arcebispo anglicano Thabo Makgoba pediu para que as pessoas façam uma pausa nas suas tarefas para reflectir sobre os feitos de Desmond Tutu.

Até segunda-feira, havia pelo menos 500 participantes, mais de 100 dos quais são clérigos. A cerimónia deverá seguir os regulamentos para evitar a propagação da COVID-19.

O caixão com os restos mortais do Arcebispo Emérito estará acessível ao público, satisfazendo o desejo do malogrado em vida.

Segundo a News 24, Thabo Makgoba desencorajou as pessoas de se aglomerarem na Catedral de São Jorge, por exemplo, para assistir ao funeral de Tutu.

“Por favor, participem dos cultos nas comunidades e paróquias locais. Apenas uma fracção de pessoas que desejam estar em São Jorge para o funeral podem ser acomodadas na catedral. Então, por favor, não entrem num autocarro para a Cidade do Cabo. Organizamos cultos em outras catedrais e paróquias locais para atender às vossas necessidades”, disse o arcebispo anglicano Thabo Makgoba, citado pela News 24.

Chefes de Estado e líderes religiosos de todo o mundo continuam a endereçar homenagens ao Arcebispo Desmond Tutu, grande símbolo da luta contra o Apartheid e um carismático comunicador, que deixa o país órfão.

Entretanto, ainda não se sabe se o Dalai Lama, melhor amigo do falecido Arcebispo Emérito, estará ou não presente no funeral, comentou Thabo Makgoba à imprensa.

O santo líder espiritual tinha uma amizade próxima com Tutu. Em 2016, os dois publicaram um livro intitulado “O Livro da Alegria”, que examina a busca da alegria num mundo cheio de sofrimento.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos