O País – A verdade como notícia

Desabamento da ponte complica escoamento de produtos agrícolas

A ponte metálica sobre rio Cune, no distrito da Maganja da Costa, que liga a zona agrícola de Moneia e localidade de Nante, desabou a sensivelmente um ano e seis meses em consequência do peso de uma grua. A situação está a complicar o trânsito de pessoas e bens.

A ponte metálica sobre o rio Cune tinha uma capacidade para 30 toneladas. Sucede que a empresa que está a reabilitar, o Dic do Nante, decidiu movimentar uma grua de 50 toneladas passando pela plataforma. No entanto a infra-estrutura não suportou o peso e desabou. Neste momento é possível notar no local parte das rodas da máquina mergulhada nas águas do rio.

O Delegado Provincial da ANE na Zambézia, Moisés Nunes, reconheceu o impacto negativo que a situação está causar nas comunidades. Nunes diz que o assunto está na justiça.

Refira-se que para trabalhos de reposição de uma infra-estrutura de género são necessários cerca de 16 milhões de meticais.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos