O País – A verdade como notícia

Daviz Simango considera oportuno encontro entre Nyusi e Chakwera

O Presidente do Movimento Democrático de Moçambique, Daviz Simango, considera oportuno o encontro, amanhã, entre o Presidente da República, Filipe Nyusi, e o seu homologo de Malawi, Lazarus Chakwera.

Para Simango, apesar da relação entre Moçambique e Malawi se ter deteriorado nas últimas décadas, é importante lembrar que, no passado, Malawi acolheu refugiados moçambicanos durante a guerra contra o colonialismo.

“É sempre bom os vizinhos se entenderem. Se formos a olhar para a história de Moçambique, Malawi acolheu vários refugiados durante a luta de libertação nacional”, disse.

Por outro lado, Daviz não deixou também de lembrar o lado mau do Malawi, ao ser cúmplice na história negra de Moçambique, que se resumia em captura de moçambicanos para depois entrega-los ao regime monopartidário na altura vigente.

Apesar disso, para o líder da terceira maior força política do país, há necessidade, a partir do encontro entre os dois estadistas, de se reatar as relações no âmbito económico, político e social, até porque, para Daviz Simango, os dois países já partilham mesmas águas, antevendo que num futuro próximo haja partilha de energia e outros recursos.

Daviz Simango falava hoje, no Chimoio, à margem de um encontro que manteve com membros e simpatizantes do Movimento Democrático de Moçambique, partido de que é presidente.

Amanhã, Daviz Simango trabalha na província de Sofala, no quadro de um périplo que já o levou a escalar as restantes províncias do pais, visando afinar a sua máquina partidária com olhos postos nas eleições de 2023 e 2024.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos