O País – A verdade como notícia

Custo do combustível pode encarecer transporte de carga       

Foto: O País

Os transportadores de carga ponderam aumentar os preços dos serviços que prestam devido à subida do preço de combustível. Por sua vez, os transportadores de passageiros temem o fim do seu negócio por falta de retorno.

Depois dos transportadores de Nampula e Beira terem paralisado as actividades esta semana exigindo a revisão do preço do transporte, na sequência da subida do custo dos combustíveis, os transportadores de carga também defendem a mesma ideia, “revisão das tarifas”.

Samir Aboobakar, gestor da empresa Tait Transportes Ibérica, diz que as despesas devem ser repassadas ao consumidor.

“Infelizmente o aumento do combustível foi significativo e vai nos obrigar a mexer nos preços”, Aboobakar.

Uma mexida que, na sua visão, já devia ter acontecido, no primeiro aumento do preço dos combustíveis, mas que os transportadores mantiveram os preços. Agora, devido ao novo aumento, vêem-se obrigados a mexer na tabela.

Alguns camionistas ouvidos pela nossa reportagem defendem a mesma ideia, entretanto, alertam para uma possível subida dos produtos transportados.

Já para os transportadores do Terminal Interprovincial da Junta na cidade de Maputo, à velha reclamação da falta de clientes adicionam-se os novos preços de combustível.

“Estamos todos de cabeça quente, não sabemos como vamos terminar porque não estamos a ver retorno”, disse Rosário Augusto, transportador de passageiros.

Mário Nhaluco faz a rota Maputo Chimoio. O transportador conta que gastava 24 mil meticais para abastecer mas actualmente o custo subiu para aproximadamente 30 mil meticais.

Em fim, esta é a realidade do sector de transportes de passageiros e mercadorias que segundo alguns entrevistados corre o risco de ver parte dos seus operadores a arrumarem os carros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos