O País – A verdade como notícia

CTA desiste do apoio financeiro do Governo

A Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) decidiu abdicar do apoio financeiro do Governo para a realização de diferentes actividades, num montante anual de cerca de 7.5 milhões de meticais. A decisão é justificada pela situação macroeconómica desfavorável que o país atravessa.

Ainda assim, a CTA compromete-se em continuar a desenvolver os programas de mobilização de contribuintes, mas com recurso a meios próprios.
A CTA aproveitou a ocasião para criticar as isenções fiscais por 30 anos aos grandes projectos das petrolíferas italiana ENI e norte-americana Anadarko, num cenário de crise financeira do Estado.

Também considera haver necessidade de maior rigor na contenção de despesas.

Importa referir que a CTA decidiu unilateralmente abdicar do apoio financeiro do Estado, que vinha recebendo há mais de 10 anos.  

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos