O País – A verdade como notícia

CTA defende que empresários devem ser primeiros a combater corrupção

Como forma de promover e desenvolver a ética empresarial no país, a Confederação das Associações Económicas (CTA) assinou, na tarde de hoje, um memorando com o Instituto de Ética. Para o presidente da CTA, Agostinho Vuma, este memorando demonstra o compromisso da classe empresarial no combate à corrupção.

A CTA defende que a classe empresarial deve ser a primeira a combater a corrupção como forma de promover um bom ambiente de negócios e atractivo para investimentos.

A classe empresarial, brevemente, terá acesso a um código de ética.

O Instituto de ética vê este acordo como uma demonstração do compromisso dos empresários em fazer negócios de forma justa.

O memorando prevê que os empresários filiados a CTA beneficiem-se de formações sobre ética empresarial. 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos