O País – A verdade como notícia

CS da ONU apela para abandono de discursos de ódio, incitação à violência e divisão na Etiópia

Foto: DW

Os membros do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) expressaram a sua preocupação com a expansão e intensificação dos confrontos militares no norte da Etiópia. Além disso, o impacto do conflito na situação humanitária daquele país do corno de África, bem como a estabilidade do país e da região em geral, foram igualmente matérias de análise pelo CS da ONU.

O órgão saudou os esforços do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, em resposta à situação e apelou aos etíopes para se absterem de discursos inflamados de ódio e de incitação à violência e à divisão.

Os membros do CS apelaram também para o respeito do direito humanitário internacional, ao acesso humanitário seguro e sem entraves, ao restabelecimento dos serviços públicos, e exortaram ainda à intensificação da assistência humanitária.

Assim, o CS pede o fim das hostilidades e a negociação de um cessar-fogo duradouro e a criação de condições para o início de um diálogo nacional etíope inclusivo para resolver a crise e criar os alicerces para a paz e estabilidade em todo o país.

Como corolário das suas análises, o CS reitera o seu apoio ao papel das organizações regionais, nomeadamente da União Africana (UA), na resolução de conflitos e na manutenção da paz e da segurança regionais.

“A este respeito, tomaram nota da declaração do Presidente da Comissão da União Africana sobre a situação na República Federal Democrática da Etiópia, de 3 de Novembro de 2021, e expressaram ainda o seu apoio ao Alto Representante da União Africana para o Corno de África, Olusegun Obasanjo”, lê-se em comunicado do CS da ONU, que acrescenta que a entidade saudou a sua estratégia e os esforços para alcançar um cessar-fogo e uma resolução rápida e pacífica do conflito na Etiópia.

O CS instou veementemente a cooperação e apoio ao Alto Representante da UA, bem como reafirmou o seu forte empenho na soberania, independência política, integridade territorial e unidade da Etiópia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos