O País – A verdade como notícia

Cruz Vermelha simula acidente para despertar atenção dos automobilistas

No âmbito dos 37 anos da sua criação a Cruz Vermelha de Moçambique (CVM) simulou, esta terça-feira, um acidente de viação. O objectivo da simulação é despertar atenção dos automobilistas e peões sobre o perigo que os acidentes representam.

O presidente da CVM, Avelino Mondlane, disse que o índice de sinistralidade no país é muito alto e que o exercício de simulação é uma forma de endereçar uma mensagem positiva.

“ Achamos que desta forma as pessoas podem redimir-se e pensarem melhor antes de se fazerem à rua”, disse.

Mondlane apontou varias causas do alto índice de sinistralidades como falta de conhecimento, por parte de alguns peões, de como atravessar uma determinada estrada; a renitência em usar lugares impróprios para atravessar rodovias; o mau estado das viaturas; a irresponsabilidade de alguns automobilistas, entre outras, escreve a AIM.

Por sua vez, a Polícia de Trânsito (PT), que também participou da simulação, apelou aos automobilistas para pautarem pela prudência na condução.

Entretanto o Serviço Nacional de Salvação Pública (SENSAP) diz que a instituição está preparada e equipada com ambulâncias para responder com prontidão aos acidentes de viação.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos