O País – A verdade como notícia

Criança morre atropelada na transição de ano em Maputo

Uma menina perdeu a vida, na noite de transição de ano, na cidade de Maputo, vítima de atropelamento.

A idade da menor e as circunstâncias do acidente de viação não foram reveladas. O motorista que causou o atropelamento fugiu deixando a vítima entregue à própria sorte.

A informação foi avançada pela directora dos serviços de urgência do Hospital Central de Maputo (HCM), Madalena Manjate, durante o balanço da transição de ano na capital moçambicana.

“Recebemos dois doentes muito graves com traumatismo severo da cabeça e foram encaminhados para o serviço de reanimação. Infelizmente perdemos um doente”, avançou a médica.

Segundo Madalena Manjate, 256 pessoas deram entradas nos serviços de urgência do maior hospital do país, 97 dos quais por diferentes tipos de trauma, com destaque para acidentes de viação do tipo atropelamento seguidos de fuga, quedas e agressões físicas.

“Tivemos uma relativa agitação a partir da uma hora da madrugada, mas não foi necessário fazer cirurgia a nenhum doente admitido” ao hospital, sublinhou a fonte, acrescentando que houve dois pacientes assistidos devido ao trauma resultante do uso inadequado dos objectos pirotécnicos.

Apenas um doente com COVID-19 foi admitido no HCM. Neste momento, a unidade sanitária conta com 670 unidades de sangue, o que dá tranquilidade ao hospital, em caso de necessidade para transfusão.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos