O País – A verdade como notícia

Criança electrocutada no Parque de diversão

Foi no sábado passado, quando uma criança, na companhia do pai, irmãos e babá deslocaram-se ao Restaurante Mundos, na Cidade de Maputo, para comprar Pizzas e divertirem-se. Enquanto esperava-se a pizza que estava a ser confecionada, as crianças na companhia da babá foram brincar nos brinquedos eléctricos existentes no espaço adjacente. O que devia ser diversão terminou em tragédia. A criança de apenas dois anos de idade foi eletrocutada. No local foi possível ver fios eléctricos expostos.

O diagnóstico hospitalar confirmou que os ferimentos foram causados por choque eléctrico, para além de feridas sofreu alteração dos batimentos do coração.

A maior indignação para a família da criança é o facto dos proprietários dos brinquedos eléctricos não estarem a dar devida atenção ao caso. Explicaram os pais do menor. Contactada por telefone, Felizarda, que é a esposa de Joaquim Ferreira, proprietário dos brinquedos, disse que não se vai pronunciar enquanto trata o assunto com os pais da criança.

Em acidentes daquela natureza, há espaço para responsabilização do dono destes equipamentos bem como indeminização pelos danos patrimoniais e não patrimoniais causados, defende o jurista Paulino Cossa.

Em estabelecimentos daqueles é importante que esteja disponível um quite de primeiros socorros e extintores, o que não foi possível ver onde houve incidente. Para os bombeiros é indispensável esse equipamento.

Incontactável o dono do parque com o problema a causar indignação de várias pessoas, principalmente nas redes sociais, onde foi despoletado, o espaço mantinha-se fechado e só foi aberto por uma equipa da inspecção nacional das actividades económicas (INAE). Um técnico da empresa Electricidade de Moçambique esteve no local para avaliar as circunstâncias que originaram o acidente. E no fim a decisão da INAE foi encerrar “o mundo das crianças” até que Joaquim Ferreira se apresente às autoridades.

Para os pais e encarregados de educação fica o alerta para que sempre que levarem as suas crianças para locais de diversão infantil certifiquem-se da existência de mecanismos de segurança bem como quites de primeiros socorros.

Na primeira publicação desta matéria, usamos, erradamente, uma imagem que não corresponde ao parque em que a criança foi electrocutada. Pelos transtornos causados, as nossas sinceras desculpas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos