O País – A verdade como notícia

COVID-19: Vale revê planos de negócio de carvão em Moçambique

A mineradora brasileira Vale decidiu adiar planos para a manutenção das plantas de processamento de carvão em Moçambique, devido aos impactos da pandemia da COVID-19.

Em uma nota enviada à nossa redacção, a Vale Moçambique informa que reviu os seus planos de negócios em Moatize, província de Tete, ou seja, decidiu adiar a manutenção das plantas de processamento de carvão, devido à COVID-19.

“Devido às incertezas decorrentes da pandemia do novo coronavírus, a Vale retira o guidance (orientação ou perspectivas no mercado) para a produção de carvão em 2020 e não pode prover novo guidance no momento”, indica.

Entretanto, e apesar dos impactos do novo coronavírus, a produção de carvão situou-se nos dois milhões de toneladas no primeiro trimestre de 2020, mais 4,6% que no trimestre anterior (4º trimestre de 2019).

Com base neste desempenho, a projecção anual fica em torno de oito milhões de toneladas, sem considerar os impactos da COVID-19, que a Vale diz “não poder prever ainda devido às incertezas” e o plano de produção continuar condicionado à atribuição de licenças na secção 2B.

Por outro lado, a mineradora realça que “não é possível manter este ritmo de produção em Abril, uma vez que a mina e o porto atingiram os limites das suas capacidades de armazenamento devido à menor demanda por carvão”.

Os resultados financeiros apontam para um prejuízo na ordem de 238 milhões de dólares negativos, influenciado principalmente pela diminuição do volume de vendas e aumento de custos operacionais.

“A empresa está a avaliar continuamente o impacto da pandemia nos seus negócios e divulgará imediatamente qualquer impacto material adicional nas suas operações, cadeia de suprimentos ou demanda de clientes”, refere a nota.

Acrescentando, que está comprometida em retomar e estabilizar a produção sob as mais elevadas condições de segurança, implementando acções para garantir a continuidade dos negócios e colaborando proactivamente com a sociedade durante a pandemia da Covid-19.

“A Vale, em primeiro lugar, expressa solidariedade às vítimas e famílias afectadas pela pandemia da COVID-19. Num momento tão difícil para todos, a Vale está comprometida em apoiar os seus stakeholders (grupo interessado) e em manter um ecossistema saudável para a sua cadeia de valor, unindo forças para prevenir ou reduzir a disseminação do novo coronavírus em todos os locais onde opera”, sublinha.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos