O País – A verdade como notícia

Covid-19: Ministério da Educação quer mais vigilância nas escolas

O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano anunciou uma série de medidas de prevenção com vista a evitar a propagação do novo Coronavírus nas escolas públicas e privadas.

Na circular a que a Stv teve acesso, aos gestores das instituições de ensino e de formação, bem como lares e centros internatos recomendam-se as seguintes instruções: Garantir a afixação de cartazes que promovam a lavagem das mãos nos locais estratégicos, realização de acções de educação para a saúde sobre higiene e outros hábitos saudáveis através de palestras e comunicação interpessoal, assegurar a entoação do Hino Nacional escalando duas a três turmas por turno, não devendo ultrapassar 300 alunos, mantendo uma distância de pelo menos um metro. Os restantes alunos permanecerão nas respectivas salas de aulas, assegurar a disponibilidade de água e sabão, cinza ou desinfectante na entrada e no interior das escolas, assegurar nas aulas de educação física, a prática de exercícios que não impliquem contacto físico, mantendo-se a distância de um metro.

Já aos alunos recomenda-se a ficarem em casa se tiver sintomas de gripe ou constipação, evitar tocar em corrimões, paredes, maçanetas e outras superfícies, não partilhar comida nem utensílios, não partilhar material escolar e de trabalho e evitar apertos de mão, beijinhos e abraços.

Em relação aos transportes escolares, a circular indica que os transportadores não devem exceder a capacidade máxima da viatura, manter as janelas do transporte escolar abertas para garantir a ventilação.

E mais, a interrupção das aulas e ou encerramento das escolas só deve acontecer caso se identifique um caso de Covid-19 em um funcionário, aluno ou professor nos últimos 21 dias que antecederam o diagnóstico.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos