O País – A verdade como notícia

Covid-19: Instituto Nacional de Saúde forma agentes da Cruz Vermelha de Moçambique na prevenção da epidemia

O Instituto Nacional de Saúde (INS) submeteu, hoje, mais de 30 agentes da Cruz Vermelha de Moçambique (CVM) a uma formação em matérias de divulgação de mensagens sobre a manifestação do novo Coronavírus Covid-19 e formas de prevenção.

Os alvos foram activistas e voluntários da Cruz Vermelha de Moçambique. O objectivo é fazer com que eles “disseminem correctamente as mensagens sobre o Covid-19, com foco para a prevenção”, explicou o director para a área de Formação e Comunicação em Saúde, Rufino Gujamo.

“Pretendemos garantir que as comunidades estejam devidamente informadas e possam tomar medidas de prevenção apropriadas”, conclui a fonte.

Os agentes abrangidos deverão formar outros activistas e voluntários da CVM no país. João Horácio, director nacional de programas na CVM, explicou onde irão trabalhar os activistas.

“Vamos centrar as acções em áreas vulneráveis como escolas, fronteiras, aeroportos, caminhos-de-ferro e outros locais de maior aglomeração de pessoas”, disse Horácio João.

A CVM conta, actualmente, com 13 mil voluntários que poderão estar envolvidos na prevenção do Covid-19.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos