O País – A verdade como notícia

Covid-19: Farmácias “apanhadas” a vender produtos fora do prazo e a preços especulativos

Brigadas da Inspecção Nacional de Actividades Económicas recolheram produtos fora do prazo que eram vendidos a preços especulativos nas farmácias da cidade de Maputo. Parte dos produtos são líquidos usados como desinfectantes contra o Coronavírus.

Com a propagação do Covid-19 a escala global há uma corrida em busca de produtos de prevenção desta pandemia, com destaque para máscaras, líquidos desinfectantes e luvas.

Nas farmácias da cidade de Maputo (um total de 25 inspecionadas), por exemplo, essa procura deu lugar a inflação de preços e venda de produtos fora do prazo, segundo constatou a Inspecção Nacional de Actividades Económicas, numa acção conjunta com o Ministério da Saúde.

Por outro lado, o comportamento de alguns cidadãos face às medidas de prevenção do novo Coronavírus preocupa os inspectores, pois, há resistência na observância da higienização.

Relativamente aos stocks nos mercados, a Inspecção Nacional de Actividades Económicas garante que não há ropturas de produtos de primeira necessidade e apela a serenidade dos consumidores e comerciantes.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos