O País – A verdade como notícia

COVID-19: Detidas duas pessoas por venda de bebidas alcoólicas nos bares

Nem mesmo os insistentes apelos foram suficientes para alguns comerciantes acatarem as medidas de prevenção da COVID-19. Em Inhambane ainda há bares que ficam abertos para venda de bebidas alcoólicas e pelo menos duas caíram nas malhas das autoridades.

Trata-se de uma mulher detida em Maluvane flagrada com o bar aberto e a vender bebidas alcoólicas. O mesmo aconteceu na Cidade da Maxixe em que o dono de um bar simulou que estava com o bar fechado, quando no fundo do quintal tinha um aglomerado de pessoas, clientes do bar a consumir bebidas alcoólicas.

O oportunismo na venda de produtos alimentares também verifica-se em alguns pontos da Província. Tal é o caso da Cidade da Maxixe em que a Inspecção Nacional de Actividades Económicas apreendeu cebola que era comercializada a preços superiores ao normal, entretanto sem nenhuma razão justificável.

Em Inharrime, a Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) apreendeu açúcar que está comercializado a um preço elevado. Questionado sobre o assunto, o proprietário do referido estabelecimento disse que teria adquirido o açúcar na Cidade de Xai-Xai, entretanto sem nenhum comprovativo de compra.

Ernesto Tafula da inspeção nacional de actividades econômicas diz ainda que não há motivos para pânico e garante que há produtos alimentares em quantidades suficientes para abastecer a província até Junho deste ano.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos