O País – A verdade como notícia

Covid-19 compromete investimentos entre Portugal e Moçambique

Os efeitos do Covid-19 já se fazem sentir na economia global. São vários os compromissos económicos que têm vindo a ser adiados um pouco por todo mundo.

Portugal já reportou 78 casos (actualização desta sexta-feira) de infecção, enquanto Moçambique ainda não registou nenhum caso da doença.

É na lupa dessa pandemia, que a Câmara de Comércio Portugal-Moçambique, avaliou esta quinta-feira, em Maputo, os impactos negativos da doença nas relações entre os dois países.
“O que vai acontecer entre Moçambique e Portugal ainda não sabemos. Os dois países devem se preparar para mitigar os efeitos do Coronavírus. Este vírus vai impedir os planos de investimentos”, disse Rui Motty, vice-presidente da agremiação.

No encontro, a Câmara lançou a segunda edição do Prémio Maria Das Neves Rebelo de Sousa, para as Organizações Não-Governamentais que se dedicam a causas de responsabilidade social. São 7.500 euros, o que corresponde a cerca de 548 mil meticais para o vencedor.
“É uma área que nós damos imenso valor, por isso achamos por bem premiar as organizações que apostam nesta causa dentro do território moçambicano”, apontou Joaquim Dai, vice-presidente da Câmara de Comércio Portugal-Moçambique.

O objectivo do prémio é distinguir individualidades ou organizações que tenham contribuído de forma decisiva e com particular impacto na sociedade moçambicana quer através de uma abordagem teórica, quer por via de uma abordagem prática.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos