O País – A verdade como notícia

COVID-19: Postos de vacinação sem utentes na Cidade de Maputo

Foto: O País

Fraca afluência e início tardio de actividades em alguns postos de vacinação marcaram o primeiro dia da terceira fase de inoculação contra a COVID-19 na Cidade de Maputo, onde serão abrangidas mais de duzentas mil e setecentas pessoas.

Algumas pessoas chegaram ao posto de vacinação instalado no Estádio Nacional de Zimpeto às 05h da manhã, na expectativa de serem atendidas logo às 8h. Tal não aconteceu, porque os postos não iniciaram as actividades na hora prevista.

Os postos de vacinação abriram a tempo, mas as vacinas não estavam lá e os utentes iam engrossando a fila, Ana Maria é uma das pessoas que estavam à espera desde às primeiras horas do dia. “Estamos aqui à espera para que sejamos atendidos, chegamos aqui às 5horas, continuamos à espera para que nos possam dar aval para que possamos vacinar”.

E perto das nove horas, equipas da saúde irrompiam pela sala e com elas levavam as vacinas e de imediato começou a vacinação. Adelaide Chemane foi uma das que vacinou e partilhou a sua expectativa em torno da vacinação. “É para imunizar, pois quando contrair a COVID-19 não corro o risco de morrer, posso ter COVID-19, mas não irei perder a vida uma vez que vacinei”.

Arlinda Ngonane, responsável pelo programa de vacinação na Cidade de Maputo, explica que o início tardio da vacinação prende-se com o facto de as vacinas serem armazenadas distante do posto de vacinação. “Em relação ao atraso, sendo o primeiro dia, sempre temos tido algumas dificuldades principalmente para identificação de alguns locais por parte dos utentes e a própria logística deste processo”.

O número de utentes no Zimpeto era relativamente fraco, ou seja pouca gente estava lá.

E há ainda um longo caminho a percorrer até 3 de Novembro, data prevista para o fim do processo de vacinação contra a COVID-19, nesta que é a terceira fase, sobretudo na disponibilização de informação em relação aos elegíveis à vacinação, no capítulo da idade.

Líder Bonifácio, tem 21 anos, veio para vacinar e porque está fora da idade exigida foi mandado voltar. “Eu não sabia, mas me foi dito que não poderei vacinar porque a minha idade não permite”.

No posto de vacinação instalado no campo municipal do Aeroporto “B” também houve fraca afluência de pessoas a se vacinarem.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos