O País – A verdade como notícia

COVID-19: Aeroportos de Moçambique reporta prejuízos de USD 22 milhões

O balanço dos primeiros seis meses de 2020 mostram contas “no vermelho” a empresa Aeroportos de Moçambique, devidas as restrições impostas pela pandemia da COVID-19 no sector da aviação civil.

São 22 milhões de dólares norte-americanos em prejuízos. O ministro dos Transportes e Comunicações, Janfar Abdulai, avançou que o Governo já acelera para a retoma gradual deste sector vital para o turismo.

“O impacto é demasiado devastador, uma vez ditou o cancelamento de todos voos comerciais internacionais, redução para menos da metade dos voos domésticos, encerramento dos serviços de restauração e redução dos serviços nas lojas de conveniência nos aeroportos e aeródromos nacionais”, apontou Janfar Abdulai.

Das contas negativas de 2020, o ministro dos Transportes e Comunicações destacou o desempenho do exercício do ano passado.

Concretamente, o negócio da aviação em Moçambique fechou em alta em 2019, o movimento de tráfego de passageiros foi de cerca de 2.2 milhoes, mais 13.7% que em 2018. A carga manuseada também cresceu no período em análise (20%).

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos