O País – A verdade como notícia

Costa do Sol em risco de ser banido de provas de andebol

Foto: O País

A Associação de Andebol da Cidade de Maputo decreta tolerância zero a alegados actos de indisciplina e violência levados a cabo pelo treinador do Costa do Sol. De acordo com a organização, os “canarinhos” poderão ser banidos de todas as competições nacionais, por um período de um ano, em caso de desistência do campeonato da cidade.

No jogo inaugural dos “play­offs” da final, a melhor de cinco, entre o Costa do Sol e a Associação Desportiva da Malhangalene, em masculino, Otélio Matusse, técnico dos “canarinhos” invadiu o campo e protestou contra a alegada má actuação da equipa de arbitragem, que no seu ponto de vista estaria a influenciar na derrota da sua equipa, situação que não passou despercebida aos olhos da Associação de Andebol da Cidade de Maputo.

Como forma de sancionar o treinador dos “canarinhos”, a Associação de Andebol da Cidade de Maputo de forma unida, decidiu suspender o treinador por um tempo indeterminado “no decorrer do jogo entre o Costa do Sol e a Associação da Malhangalene, transcorridos 9 minutos da segunda parte o jogo o treinador do Costa do Sol insurgiu se contra uma das decisões do arbitro e ameaçou a integridade dos árbitros, por isso nos reunimos e decidimos atribuir uma suspensão por tempo indeterminado, porque estamos a recolher mais informações, não só por causa disto, mas, porque ele tem alguns antecedentes então queremos que haja uma penalização exemplar”, afirma Rogério Jamisse, secretário-geral da Associação de Andebol da Cidade de Maputo.

Questionado se a Associação de Andebol da Cidade de Maputo teria recebido algum comunicado do Clube do Costa do Sol, Rogério Jamisse afirmou “nós recebemos uma carta do Clube Costa do Sol em menos de 24 horas da realização do jogo, e punham a seguinte condição: ou levantávamos a suspensão do treinador ou eles não se faziam ao campo para jogar, como também alegavam uma série de fatores que não tinham a ver com a suspensão do treinador. Mediante ao tempo, não foi permitido fazer nada e nem mesmo que tivéssemos espaço de manobra, nós não compactuamos com actos de indisciplina e violência”, esclareceu Rogério Jamisse.

O segundo jogo dos “play­offs” foi manchado pela falta de comparência da equipa do Costa do Sol em ambos sexos, que somou a segunda derrota, aumentando a desvantagem dos campeões em título, que já perdem, por 2-0.

O secretário-geral da Associação de Andebol da cidade de Maputo, Rogério Jamisse, foi mais longe, ao lançar um alerta de que a equipa “canarinha” poderá sofrer sansões graves, caso desista do campeonato.

O terceiro jogo dos “play­offs” da final está agendado para próximo fim-de-semana, e será disputados em ambos sexos. Na ocasião, a Associação de Andebol estará a promover uma campanha de angariação de bens para as vítimas da tempestade tropical “ANA”, denominada “Andebol Solidário”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos