O País – A verdade como notícia

Cooperativas podem injectar 25 biliões de meticais para o Estado

Um estudo da consultora WinResources projecta ganhos na ordem de 25 biliões de meticais para os cofres públicos até 2030, proveniente do negócio das cooperativas moçambicanas.

Foram seis anos de pesquisa e de resultados animadores para os cofres públicos. Afinal, as cooperativas moçambicanas podem contribuir com mais dinheiro para o Estado até 2030. Realizado pela consultora WinResources, o estudo aponta para ganhos actuais na ordem de sete biliões de meticais, valor que poderá aumentar para 25 biliões de meticais nos próximos anos.

“Acreditamos que essa contribuição pode ser ainda maior, uma vez que o movimento cooperativo está a crescer no país. Foram identificadas muitas associações que quando organizadas em cooperativas podem ultrapassar esse valor (25 biliões de meticais)”, segundo Pedro Tivane, consultor da WinResources.

Sem, no entanto, revelar o universo das cooperativas envolvidas na pesquisa, o consultor reconheceu que o grande desafio é transformar as associações em cooperativas. Ciente das potencialidades desse movimento, o Governo considera “fundamental” o envolvimento das cooperativas no desenvolvimento socioeconómico do país.

“O cooperativismo moderno é a solução e reposta para as grandes questões económicas. Como produzir, o que produzir, onde produzir e para quem produzir”, disse Victor Taucale, vice-ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, na abertura da conferência internacional das cooperativas, que decorreu na capital moçambicana.

O evento foi alusivo ao 97° aniversário do cooperativismo mundial, sob o lema “Cooperativas em prol do trabalho decente”. Pouco mais de 200 participantes fizeram presente na conferência.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos