O País – A verdade como notícia

Consumo excessivo de sal é a principal causa da hipertensão no país

O consumo excessivo de sal é considerado uma das principais causas da hipertensão em Moçambique, doença que se não tratada a tempo, pode causar danos graves, até mesmo levar a morte.

“Devido ao consumo excessivo de sal, sem que a pessoa se aperceba, aos poucos a pressão arterial sobe e pode levar a danos como o Acidente Vascular Cerebral-AVC, insuficiência renal ou ainda a perda parcial ou total da visão”, disse a Cardiologista Irina Banze, durante o espaço de entrevista do ″Manhã informativa″, na Stv Notícias, que falava a propósito do Dia Mundial da Hipertensão, que se assinala hoje, 17 de Maio.

O envelhecimento, a obesidade, as diabetes, o sedentarismo são as outras causas apontadas pela médica, que esclareceu ainda que, antigamente, devido aos hábitos de vida e o tipo de alimentação, as pessoas apenas contraiam a hipertensão como consequência da velhice, actualmente, existem casos de adolescentes e jovens hipertensos.

“Este facto é provocado, principalmente, por causa do sedentarismo das novas gerações, que muito cedo já estão acima do peso, contraem a diabetes e, consequentemente são susceptíveis à hipertensão”, disse.

Porque a hipertensão pode levar a morte, a cardiologista aconselha as pessoas, independentemente da idade, a pautarem por uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos, reduzir o consumo de sal e controlar o peso.

Um alerta especial vai para as mulheres grávidas, pois segundo a médica, existe o risco de as gestantes contraírem a hipertensão durante a gravidez. Por isso apela o redobrar dos cuidados.

O dia Mundial da Hipertensão tem por objectivo criar debates sobre a importância da prevenção, da detecção e do tratamento da hipertensão, como causa principal das doenças cardiovasculares e de morte prematura, em todo o mundo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos