O País – A verdade como notícia

Condenados de 6 a 16 anos de prisão 4 elementos de uma quadrilha em Sofala

O Tribunal Judicial da província de Sofala, condenou hoje quatro elementos de uma quadrilha,  a penas que variam de seis a 16 anos de prisão, incluindo um guarda  prisional, por se ter provado a participação dos mesmos em vários assaltos com  recurso a armas de fogo que culminaram com a morte de uma das vítimas e roubo de mais de um milhão e meio de meticais. Um agente da PRM foi absolvido.

O julgamento deste caso vinha decorrendo, nas últimas semanas, no Tribunal Judicial de Sofala, na sexta-secção,  e nesta terça-feira foi lida a sentença.

Por insuficiência de provas o tribunal absolveu o  membro da PRM e outros três réus. O advogado de Hilário Feliciano, o guardo penitenciário condenado a seis anos de prisão, disse que não compreende a decisão do tribunal em condenar o seu constituinte tendo em conta que o mesmo no dia em que a arma desapareceu  estava de folga.

Refira-se que o suposto líder da quadrilha fugiu em finais do ano passado da cadeia central da Beira, aquando da evasão de oito reclusos, ora em parte incerta.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos