O País – A verdade como notícia

Concurso de curtas recebe histórias sobre mulheres moçambicanas no séc. XXI

A iniciativa 60 segundos é da Associação Kulungwana e os interessados podem submeter as curtas-metragens até 24 deste mês.

 

Quem são, como pensam e o que querem as mulheres moçambicanas do séc. XXI? Estas são algumas perguntas que poderão ser respondidas na primeira edição do concurso de vídeos de curtas-metragens da Associação Kulugwana.

Ao concurso designado 60 segundos, os interessados deverão levar vídeos de curtas-metragens com um minuto de duração, gravados através de um telemóvel ou de um tablet.

Conforme explicou Sara Machado, da Associação Kulungwana, o objetivo do concurso é estimular a criatividade dos que se interessam em contar histórias através de mecanismos visuais, no caso curtas-metragens. Quem pretender concorrer, com efeito, deve ser maior de 18 anos e propor-se a apresentar o que a Associação Kulungwana considera “novos discursos sobre as mulheres moçambicanas do séc. XXI, dando-lhes voz em discurso directo. Os proponentes deverão realizar estas curtas-metragens de 60 segundos através dos aparelhos móveis (celular ou tablet)”.

Ainda que as narrativas que interessam à Associação Kulungwana sejam sobre as mulheres moçambicanas do séc. XXI, Sara Machado advertiu que não se pretendem produções sobre clichés ligados às questões de género. A ideia é que os concorrentes apresentem vídeos originais que ajudem a compreender, lá está, quem são, como pensam e o que querem as mulheres moçambicanas deste século.

A inscrição no concurso, segundo o regulamento, deve ser individual, mas pode-se ter orientação ou construção colectiva. Além de ser maior de 18 anos, o proponente deve ser residente em Moçambique e concorrer apenas com uma curta-metragem.

Ora, as curtas submetidas ao 60 segundos serão analisadas e selecionadas por um júri e, depois, publicadas no canal YouTube da Kulungwana para visualização e votação do público, que vai seleccionar os três melhores trabalhos.

A inscrição gratuita, aberta a 26 de Abril pode ser feita até 24 deste mês, através de um formulário online.

A Associação Kulungwa irá receber curtas-metragens de todos os géneros (ficção e não ficção, em FullHD 1920×1080) e o concurso é válido a nível nacional, desde que os filmes sejam legendados em língua portuguesa, mas não é obrigatório o uso de texto ou diálogos. Isto quer dizer que a narrativa pode ser apresentada através de imagens.

Nesta edição do 60 segundos serão premiados os três melhores filmes, com 25 mil, 20 mil e 15 mil meticais.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos