O País – A verdade como notícia

Comunidades de Funhalouro e Guvuro entregam voluntariamente 23 armas de fabrico caseiro

23 armas de fogo de calibre 13 foram voluntariamente entregues pelas comunidades às autoridades policiais, nos distritos de Funhalouro e Guvuro, na província de Inhambane.

A entrega voluntária das armas, resulta de um trabalho multi-sectorial de sensibilização dos caçadores furtivos, da gravidade desta prática que está a colocar muitos animais em extinção. Aliás, para além de dizimar animais, muito recentemente houve notícias de que, entre os caçadores se confundiram com animais, facto que acaba em tragédia, semeando luto e dor nas próprias comunidades. É desta forma que, as autoridades de vários ramos tem vindo a unir-se no combate contra os caçadores furtivos.

Uma acção que decorre um pouco por todo o país. São os mesmos caçadores que tem vindo a travar guerra contra os guardas das reservas e parques nacionais. Diga-se, uma luta em que o fiscal é visto como gato e o furtivo, como rato, nos parques nacionais, entre fronteiras e nas reservas. Desta feita, o Governo tem vindo a desencadear acções de sensibilização, para colmatar este mal, onde algumas comunidades encontram e fazem da caça, sua fonte de sobrevivência mas que, a entrega voluntária destas e muitas outras armas pode ser sinal de que as próprias comunidades já tomaram a consciência.
 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos